Monday, November 18

A minha primeira Louis Vuitton

Meus amigos comprei a minha primeira Louis Vuitton. Era bom não era? Pois era, mas a que comprei é uma réplica. Verdade seja dita acho que está muito semelhante. Já há algum tempo que andava a pensar comprar uma réplica ( a próxima vai ser a Céline), mas nunca tinha tempo, que é como quem diz disposição para me deslocar à Chinatown e procurar por elas.

Há cerca de duas semanas atrás acabei por ir lá e foi mais fácil do que pensei encontrar quem as vendesse. É claro que as réplicas de marcas conhecidas não estão disponíveis nas lojas. Temos que procurar por senhoras de etnia chinesa colocadas propositadamente na esquina das ruas e que num inglês meio "achinessado" perguntam Bag?bag? Watch? Michael Kors? E pronto, a pessoa diz que sim e lá tem que acompanhar a senhora até a uma rua menos movimentada onde ela acaba por mostrar uma espécie de catálogo com os artigos que tem. Claro que é tudo feito a sussurrar e sempre a cuca por causa da polícia.

 Se nos vissem pagava ela e pagava eu uma multa. Porque aqui não há aquela coisa ah e tal "não sabia que o artigo era falso". Como se costuma dizer aqui ignorance is not a excuse. E como tal ambas teríamos de pagar.

Quando pergunto o preço ela diz-me $120. Querida, não me parece que vá pagar esse valor por uma mala falsa. O segredo? Dizer que apenas temos $30 connosco e voila. Vendeu-me logo a mala. ( para a próxima já estou mesmo a imaginar vou dizer que tenho apenas $10 comigo)
Vou a Portugal no Natal e estou seriamente a pensar que vai tudo corrido a replicas ( quem é que é amiga quem é).
Digam lá de vosso parecer se não se assemelha muito à original!

14 comments:

  1. Existe réplicas mesmo perfeitas xD Mas essa compra parecia quase um filme :P :*

    ReplyDelete
    Replies
    1. Acredita! Estava super nervosa parecia mesmo saído de um filme. Mas lá correu bem e estou pronta para mais:)

      Delete
  2. Essa réplica é perfeitinha!!!! Adoro esse modelo, fizeste uma óptima compra!

    http://styleloveandsushi.blogspot.com

    ReplyDelete
  3. Cena de filme de mafia chinesa neste caso lol
    mas a serio cuidado no aeroporto nao vao eles pensar que sao originais e obrigarem-te a pagar os impostos
    bjoos

    ReplyDelete
    Replies
    1. nunca pensei nisso. Espero que nao encontre nenhum problema.Beijo

      Delete
    2. Também tenho uma replica de uma mala também da Louis Vuitton e tive bastantes problemas no aeroporto da suiça, há paises que nao perdoam

      Delete
  4. Ah fogo, o pessoal daí dá para enganar mais fácil do que os ciganos na feira cá.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Mas eles não enganam. As pessoas que comprar sabem que nao são verdadeiras. Mas sao replicas muitíssimo semelhantes.

      Delete
    2. Mas eles não enganam. As pessoas que comprar sabem que nao são verdadeiras. Mas sao replicas muitíssimo semelhantes.

      Delete
  5. Eu não sou dada a coisas da moda, por isso acho que preferia gastar os 30$ e comprar uma mala gira mas de uma marca qualquer! Só há negócio se houver interessados e na América é in ter coisas da moda, certo ;)?

    Beijinhos*

    ReplyDelete
  6. Logo à primeira vista, essa carteira denuncia a sua falsidade: o rebordo superior é fininho e ligeiramente enrugado. Vê-se logo por aí. Nem sequer vi mais nenhum detalhe....

    ReplyDelete
  7. topa-se à LÉGUA que é falsa! isso não vale 30 USD!!!
    acho horrível comprar fakes. quem não tem dinheiro para o original que compre aquilo que o seu dinheiro permite... quando se compra uma mala vuitton, não se compra só a mala, compra-se a marca, o prestígio, a qualidade dos detalhes, o LUXO!
    Quem quer e não pode ai ai.

    ReplyDelete

Sejam bem-vindos:)